Peça “Sit Down Drama” discute o limite da piada

Ator Danilo Grangheia interpreta o humorista Alves De, na peça Sit Down Drama

Ator Danilo Grangheia interpreta o humorista Alves De, na peça Sit Down Drama

Há limites para a piada? A pergunta entrou em voga após os brasileiros terem ficado chocados com um comentário feito por Rafinha Bastos, ao vivo, no programa CQC (Custe o Que Custar), na Band, sobre a cantora Wanessa (ex-Camargo) quando essa estava grávida, em 2011. Depois desse episódio, ele foi afastado da TV e ainda ganhou um processo.

Recentemente, em fevereiro deste ano, o humorista Fábio Porchat e sua família receberam ameaças após a divulgação do vídeo “Dura”, em que ele e o companheiro de “Portas dos Fundos”, Luis Lobianço, “davam um corretivo” em policiais que estavam dormindo numa viatura (confira aqui). A paródia recria o que muitas pessoas já passaram na pele, principalmente, nas periferias de grandes cidades.

Já que volta-e-meia o assunto retorna às manchetes de sites, jornais e revistas, assistir a peça de Eric Lenate, Sit Down Drama em cartaz no Sesc Consolação (Rua Doutor Vila Nova, 245) parece ser uma ótima indicação para conferir o assunto tratado como ele precisa, com humor e um tanto de seriedade. Mas não é.

Alves De discute com o amigo Frei Lan (Caco Ciocler) na peça. Foto: Leekyung Kim

Alves De discute com o amigo Frei Lan (Caco Ciocler) na peça. Foto: Leekyung Kim

Embora com tiradas espertas e falas que fazem a plateia rir, o texto de Michelle Ferreira não consegue se aprofundar e fica na superficialidade do tema. O excesso de explicação do que acontece em cena, por atores que não precisariam estar lá, como “o contrarregras, vestido de contrarregras” torna-se enfadonho. No início até aparece algo divertido.

E como é triste ver uma anã (a atriz Veronica Ned) vestida de pinguim, em cima de uma geladeira dizendo que nós, pessoas que estão na média de 1,60m de altura, nunca vamos conseguir nos “rebaixar tanto”, numa clara, óbvia e nem necessidade, piada que remete a altura dela.

Será que o público precisa de tudo tão mastigado?

Nem de todo mal

Uma das melhores atrizes em cena, Noemi Marinho, na pela de Dona Alves, mãe de Alves De. Foto: Divulgação

Uma das melhores atrizes em cena, Noemi Marinho, na pela de Dona Alves, mãe de Alves De. Divulgação

As melhores cenas são protagonizadas por Noemi Marinho, que interpreta a Dona Alves, mãe do tal humorista mal-humorado, Alves De (Danilo Grangheia, em ótima forma, por sinal) e pelo ator Caco Ciocler, que está na pele de Frei Lan, o amigo egocêntrico, que há pouco virou membro da classe média alta de São Paulo.

A particpação de Cris Couto passa desapercebida. Ela é a ex-mulher de Alves, uma “joooorrnalista”, como gosta de deixar claro.

O cansaço toma conta dos 80min de duração e nem mesmo na prisão, Alves De consegue botar a mão na consciência e repensar seus atos. Mesmo que seja para chegar a conclusão de que está certo e que não se arrepende de fazer a tal piada “sem graça”.

Se a peça parece apenas jogar um monte de conceitos no ar, o humorista Eduardo Sterblich, em entrevista ao site Pílula Pop, sintetiza qual é este tal limite: “(…) quem define o que é engraçado ou não, não é o humorista, é o público. O humorista só é o maestro de humores. Existe o bom humor e o mau humor. (…) Então o humor é da natureza humana, o papel do humorista é fazer o público transitar entre o bom humor e o mau humor com excelência”. (Confira a entrevista completa aqui).

Serviço:

Sit Down Drama

Sesc Consolação (Rua Doutor Vila Nova, 245)

Em cartaz até 10 de agosto

Ingressos: R$ 6 a R$ 30

Duração 80min

Classificação 16 anos

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s