Grande Hotel Budapeste é alento para uma tarde fria

Madame M. (Tilda Swinton) ao lado do conscerge Gustave H. (Ralph Fienes). Foto: Divulgação.

Madame M. (Tilda Swinton) ao lado do concierge Gustave H. (Ralph Fienes). Foto: Divulgação.

Se você já assistiu a algum filme de Wes Anderson, com certeza não vai ver absolutamente nada de novo no longa O Grande Hotel Budapeste. Mas isso, embora soe ruim, é na verdade um elogio. Wes criou uma linguagem própria, um humor diferente, que mistura uma estética antiga (seus filmes geralmente se apropriam de alguma coisa do passado, mesmo estando no presente), com uma narração sempre muito lúdica, muitas cores e uma mistura do real com o absurdo.

A fotografia é sempre algo para prestar atenção. Na cena em que entra no elevador vermelho com Madame M. (Tilda Swinton, realmente difícil de reconhecer), o “concierge” Monsieur Gustave H. (Ralph Fienes) veste roxo e os tons ajudam a dar mais dramaticidade às cenas, numa clara ligação ao kitsch (muito comum em outro cineasta, Pedro Almodóvar). Continuar lendo

Móveis Coloniais de Acaju lança videoclipe (e filme)

20140120-224141

O grupo brasiliense Móveis Coloniais de Acaju lançou na manhã desta quarta-feira, dia 19 de março, o videoclipe da música “De Lá Até Aqui”, que faz parte do último disco, que leva o mesmo nome. As imagens do vídeo foram tiradas de um filme sobre a banda e sobre Brasília dirigido por José Eduardo Belmonte, intitulado Mobília em Casa.

O longa-metragem terá estreia oficial e nacional, no dia 11 de abril, no Cine Brasília (106/107  Sul), local que guarda uma das maiores telas do país e agora sem mofo, sem carrapatos e com cadeiras decentes para os visitantes. Para quem não estiver na capital federal, basta ligar a TV no Canal Brasil, que é com co-produziu o filme. O Mobília em Casa foi um projeto contemplado pelo Fundo de Apoio a Cultura (FAC), da Secretaria de Cultura do Distrito Federal.

Continuar lendo