Ocupação no Itaú Cultural apresenta a Macalândia de Macalé

Entrada da Ocupação Jards Macalé. Foto Alê dos Santos

Entrada da Ocupação Jards Macalé. Foto Alê dos Santos

Jards Macalé não conseguiu atingir a fama de seus contemporâneos, Bethânia, Caetano, Gil ou Chico Buarque, mas que o conhece sabe que não é por falta de talento. Sua irreverência sempre se sobressai, mas lírica caiu nas graças de outros artistas, Jards já foi regravado por Gal Costa, Frejat, O Rappa, Maria Bethânia, Clara Nunes, entre outros nomes. Muitas dessas composições foram com o amigo Wally Salomão (1943/2003).

Com treze álbuns nas costas, Jards também foi um grande produtor, suas mãos passaram pelo disco Transa (icônico na carreira de Caê) e do álbum Le-Gal, da diva Gal Costa. Também fez trilhas sonoras para diversos colegas, Nelson Pereira dos Santos, Glauber Rocha, Antônio Carlos Fontoura, etc.  Continuar lendo

Anúncios